Viver com química ou sem química?

08/05/2012 20:00

         Essa é uma pergunta fácil de ser respondida. A química faz parte do nosso dia, da nossa vida, das nossas necessidades. Só em pensar que qualquer estrutura física é composta de átomos, isso é suficiente para aceitar a compreensão da presença inegável e necessária da química.

        Naturalmente ela está em todos os lugares, até nos mais hostis ou impensados. O nosso corpo é química pura, são proteínas, enzimas, vitaminas, carboidratos, sais, tudo bem sincronizado formando a mais perfeita das criações de Deus: o homem. O corpo humano é composto de hidrogênio, oxigênio, carbono, nitrogênio, enxofre,  fósforo, sódio, potássio, cálcio e magnésio este são chamados de MACROELEMENTOS, e, cobalto, cloro, ferro, fluor, iodo, selênio, silício, arsênio, boro, cobre, zinco, manganês, cromo, molibdênio e níquel que são chamados MICROELEMENTOS. Cada elemento tem um papel determinante na manutenção da vida. Se pensarmos nos inanimados, a exemplo da água, não é muito diferente. A água do mar é uma mistura de vários sais do tipo: NaCl, CaCO3, MgSO4, MgCl2, KCl, CaSO4 entre outros em menor escala.

         De forma artificial a química está presente no dia a dia em quase todas as coisas: alimentos, higiene, limpeza, bens de consumo, tintas, vernizes, e muito mais. Como alimentar 7 bilhões de pessoas em todo o mundo? A química trouxe a solução: fertilizantes, defensivos agrícolas, vacinas, ração balanceada. Mas isso não era suficiente, desenvolvemos os aditivos alimentares, antigamente tínhamos sal para preservar carnes e peixes, ervas e temperos para melhorar o sabor, açúcar para preservar frutas, e vinagre para conservar vegetais. Hoje a química coloca ao nosso dispor os novos aditivos que garantem a qualidade dos alimentos por dias, semanas, meses e anos além de conferir maior valor nutritivo. Acidulantes, aromatizantes, conservador, corantes, edulcorantes, estabilizantes, espessantes, umectantes, antiumectantes, espumíferos, antiespumíferos e clarificantes, tudo isso para garantir que o alimento chegue à mesa de bilhões de pessoas com a qualidade necessária para o consumo.

           Estamos intimamente ligados à química, ela faz parte da nossa vida. Ela, com a graça de Deus, mantém a própria vida.

 Luiz Fernando Mendes Nunes.

Voltar