Músico: Bíblia e Oração

13/02/2013 11:54

(Col. 3:16a; I Tess. 5:17)

 

Nenhum ministério por mais bem equipado com técnicas, tem utilidade no culto se não conhecer e praticar a bíblia, seguido de uma vida de constante oração. Para que o Ministério de Música e particularmente o músico seja bênção na congregação é preciso uma estreita intimidade com o Senhor. O músico que não lê a bíblia nem ora, não serve para compor o quadro de músicos do Ministéirio, pois serão apenas condutores de instrumentos e não músicos-adoradores.

A bíblia nos fala em I Tess. 5:11, o seguinte:

“pelo que exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis”.

O Ministério de Música só pode participar da edificação dos irmãos se estiver arraigado naquele que oferece a edificação: Jesus Cristo. Em outras palavras: como posso ofertar aquilo que não tenho? Se não sou íntimo do Senhor, como posso ajudar meu irmão a ter essa intimidade? Há em todas as igrejas evangélicas uma tendência por parte do Ministério de Música em se preocupar mais com as técnicas do que com a vida de oração e estudo bíblico, isso não deve acontecer, o certo é por em ordem as coisas: técnica + vida abundante. A vida abundante é que faz a diferença quando não se tem a técnica.

Um pastor ou qualquer líder quando inicia uma congregação, faz praticamente tudo, conduz o culto, canta, toca instrumento, prega, faz o apelo. No início de um trabalho evangelísto quando não se tem pessoas com a técnica necessária, o líder (que muitas vezes é o pastor), mesmo sem a técnica necessária toca e canta com vida, mas quando Deus coloca as pessoas certas nos lugares certos o pastor “abandona” o canto e o instrumento para dar àquele que tem a técnica + vida (bíblia e oração). Deus sempre supriu as necessidades do seu povo, mas ele “espera” o retorno do seu “investimento”: Vida Santa. I Pedro 1:16 diz: “sede santos, porque eu sou Santo”.

 

CONCLUSÃO

 

Se os Mínistério de Música assumissem totalmente suas funções nos cultos ao Senhor, teríamos literalmente festa com muita alegria na terra e no céu. Deus conhece cada músico do ministério músico, não é nada bom quando aparentemente tudo está bem, quando na verdade nos bastidores vai tudo muito mal.

A música entoada pelo Ministério de Música tem que ser agradável ao Senhor, não pela bela melodia ou pela letra, mas pelas vidas de santidade que cada um se comprometeu a ter.

Luiz Fernando Mendes Nunes

Voltar