A Química e seu Impacto na Sociedade

08/05/2012 20:28

        A química apesar de estudar as substâncias materiais e suas transformações, não deixa de ser uma ciência estreitamente ligada à vida. Os materiais provêm da natureza e, após processados quimicamente, voltam a interagir com ela. Esses materiais, extraídos do ambiente, são importantes para construir desde abrigos até ferramentas e instrumentos. Se essas considerações não bastam para convencer alguém, podemos acrescentar que a natureza funciona através de delicados equilibrios químicos, produzindo uma infinidade de substâncias. A vida e o mecanismo da hereditariedade se baseiam em complexas estruturas moleculares e um número impressionante de reações. A afirmação "Tudo é química" não é um recurso de retórica, mas a constatação da importância desse ramo do conhecimento humano.

        Alguns exemplos permitem materializar a verdade das reflexões aqui feitas.

        Durante anos o homem utilizou corantes naturais, a púrpura, provinha de um molusco, o Murex, um caramujo marinho. Outro corante bastante conhecido, o índigo, extraído da planta Isatis tinctoria. Em 1856, o químico William Perkin, pioneiro dos corantes sintéticos, sintetizou o corante malva (também chamado de malveína) para obter um produto de especificações e características mais constantes que o material natural.

        A síntese da amônia. O químico Fritz Haber ao tempo da Primeira Guerra Mundial, se tornou conhecido por desenvolver a síntese da amônia. A amônia é matéria prima para muitas outras substâncias. A sua reação com oxigênio, por exemplo, catalisada por platina, leva ao ácido nítrico. A neutralização do ácido nítrico com a amônia origina o nitrato de amônio. Esse é um material estratégico, porque pode ser empregado como adulbo, na agricultura, ou como explosivo, para fins militares.

        A química tem encontrado alternativas para o petróleo e para as fontes concencionais de energia. Essas alternativas vão desde a gasolina sintética de origem não-petroquímica até as placas de silício puro, que funcionam como "conversores fotovoltáicos" capazes de transformar a luz do Sol em eletricidade.

        O papel da química na sociedade é sempre fundamental e determinante para um viver mais cômodo.

 

Extraído do livro Alquimistas e Químicos - o passado, o presente e o futuro. De José Atílio Vanin

Voltar